Com a maturação profissional é normal que sintas a necessidade e desejo de avançares para um processo de criação do próprio emprego investindo assim, o teu tempo, dinheiro foco e criatividade naquele que é uma das formas de prestar serviços de Personal Training, ou seja, a criação de um estúdio.

Na Academia do PT temos recebido bastantes perguntas sobre a abertura de estúdios, por isso reuni aquelas que considero as melhores práticas para estúdios de Treino Personalizado:

1) LOCALIZAÇÃO

À semelhança de um qualquer negócio de outra área, deverás ter bastante atenção à localização do teu negócio. Mesmo que inicies com uma carteira de clientes interessante, deverás preparar-te e estar localizado numa zona com boa acessibilidade e visibilidade, para que no momento de renovação ou angariação de novos clientes possas ter pessoas com quem trabalhar. Apesar de em Portugal ainda não ser prática comum podes tentar verificar opções fora do aluguer de lojas, por exemplo, locais dentro de outros ginásios, centros comerciais, galerias de Lojas. Basicamente locais onde consigas garantir uma passagem consistente de pessoas com quem possas comunicar na hora de fazeres novas vendas.

 

2) FATURAÇÃO NÃO É LUCRO

Não tem só a ver com o que ganhas, mas também com o que gastas – Na hora da escolha de um local deves levar em linha de conta a quantidade de despesas que terás associada à criação do teu negócio. Enumero aqui algumas das que poderás ter de contar:

– Renda, a maior despesa que deverás ter, logo aquela que terá de ser mais ponderada. Se puder estar inserida num conceito de co-working ou partilhar espaço com colegas sem que isso prejudique a qualidade do serviço que queres entregar, por exemplo, ter um espaço com duas salas.

Agua, Luz e Gás, o gasto destes elementos será mais elevado, quanto mais completo for o teu estúdio. Se tiveres por exemplo balneários (ou WC para banhos) podes contar então com uma despesa extra no teu orçamento com a qual deverás contar.

– Licenciamento, aqui existem obrigações legais específicas que deverás ter em linha de conta quando estiveres a orçamentar o teu projeto, se tiveres TV por exemplo ou música ambiente podes contar com alguns extras mensais no teu orçamento. Aconselho que nesta parte procures um advogado para que tenhas tudo dentro da lei e evitares dessa forma problemas futuros.

– Impostos e despesas bancárias, decidi colocar aqui estes dois itens juntos uma vez que terão um impacto direto na quantidade de dinheiro que efetivamente te chegará aos bolsos, pelo que deverás informar-te junto do teu contabilista, assim como do teu banco aquelas que serão as melhores opções para conseguires ter sempre um fluxo financeiro positivo no teu negócio.

– O teu Ordenado VS Investimento, é importante que definas logo desde o início qual será a tua expectativa financeira e que te habitues também a preparar um fundo de maneio para poderes investir, por exemplo: melhorar condições, reparar equipamento ou lidar com gastos inesperados inerentes a criação deste negócio.

 

3) MARKETING

Na hora de montares o teu negócio avança para o processo de comunicação e criação de marca com tanta força como avanças para a pintura e escolha do equipamento, o marketing Online e Offline serão os pulmões do teu negocio e não queremos que uma das duras lições que possas aprender com o facto de estares a investir no teu futuro seja a falta de informação sobre a importância de ter uma boa estratégia de marketing definida. Planeia pelo menos a 9 meses, com um plano de comunicação consistente e uma marca que represente autoridade na tua área de ação, quer geográfica quer de domínio técnico.

 

4) BE ALLWAYS SELLING

Por muitos alunos que te acompanhem para esta nova jornada da tua vida, e por muito simples que te pareçam as contas de somar e subtrair relativamente a Comissões e Vendas VS Criação do próprio negocio assume desde já que mais que antes tens de ter o teu ADN comercial ativo, afinal de contas deste este passo na tua vida para conseguires ganhar mais ou investires menos tempo e teres mais resultados, parte disso fica resolvido se tiveres comercialmente ativo, além disso podes sair da “roda de hamster” da troca de tempo por dinheiro se conseguires fazer as vendas mas tiveres outros Personal Trainers a darem treino por ti.

Podes ler mais sobre o processo de venda aqui: VENDA de PT em 5 passos

 

5) MENTALIDADE DE EMPRESA

Mais que nunca terás de pensar e fazer as tuas escolhas como um empresário, além das tuas horas de treino deves ter tempo na tua agenda fixo e dedicado à liderança do departamento comercial  e às vendas (que és tu), ao departamento de Marketing Redes Sociais e Eventos (que és tu) ao empresário que trata das coisas logísticas (que és tu) e até a limpeza (que sim… adivinhaste, é possível que sejas tu). Caso delegues todas estas áreas a terceiros lembra-te de contabilizar todas as despesas extra que vais ter no teu orçamento.

Acredito que pessoas normais por vezes conseguem coisas extraordinárias, sei que nem tudo é fácil, mas sei também que muitas vezes o caminho do empreendedorismo dá-nos liberdade e possibilidade de conseguirmos realizar coisas fantásticas.

Se estás a dar este passo (ou a pensar em faze-lo) apenas para teres menos trabalho e mais dinheiro, é possível que seja o caminho errado, contudo se estiveres disponível para aprender, dares o teu melhor e investires em ti, aí então nada menos que a grandeza para ti.

 

Ricardo Arnaut

Coach Academia do PT