A tua certificação, a tua formação contínua, a tua experiência, o teu Know How, devem ser valorizados e devem também ter a consequência de representar um Income financeiro mais elevado para o teu negócio.

Mas agora pensa comigo, quando comunicas às pessoas fora da área, que são os teus potenciais clientes, eles não sabem o que significa tu teres a formação A ou B, a licenciatura na faculdade A ou B ou outro tipo de comunicação de currículo. Elas não sabem aquilo que não sabem, e não vão saber como é que tu podes ajudá-las mais que outro Personal Trainer. Até porque provavelmente vais ter mais 10 colegas a comunicar da mesma forma.

O que é que isto significa? Significa que estás a comunicar num Oceano Vermelho (Lê mais sobre este conceito no livro: A Estratégia Oceano Azul). Se estás a comunicar da mesma forma que todos os outros Personal Trainers então não há forma de te diferenciares.

Princípio da reciprocidade

Para introduzir este tema é importante falar do princípio que está por trás de tudo isto.

Quando um amigo te convida para o seu aniversário, qual é que é a tendência natural quando fores tu a fazeres anos? É isso mesmo a tendência será convidares também esse amigo para a tua festa de anos. “Ah mas ele também me convidou para o aniversário dele”. Quando alguém te elogia qual é o instinto imediato? Elogiar de volta certo?

Está na nossa natureza e são diversos os exemplos que podes observar se começares a ficar mais atento a este princípio.

O que é que isto significa? Significa que quanto mais dás mais probabilidades vais ter de receber de volta.

Por exemplo na tua função de Personal Trainer:

1. A ajuda que prestas a uma pessoa que esteja a realizar mal um exercício enquanto estás a fazer rota de forma GRATUITA.

2. Os conteúdos educativos que produzes e divulgas nas tuas redes sociais para o teu publico alvo de forma GRATUITA.

O medo de dar e porque não o deves ter

Existem Personal Trainers que têm medo de expor o seu conhecimento, de ajudar as pessoas sem que lhes seja dado algo em troca, “porque o meu conhecimento, a minha formação e o meu know how têm um preço”. Claro que têm, e eu concordo a 200%.

Mas as pessoas só sabem aquilo que sabem, só sabem aquilo que vêem, só sabem aquilo que ouvem, no fundo só sabem aquilo que tu lhes mostras.

Este medo acontece porque tens uma expectativa demasiado elevada. Não nem todas as pessoas que tu vais ajudar sem cobrar vão recorrer aos teus serviços. Mas parte dessas pessoas vão certamente fazê-lo e são essas que te vão pagar o preço de todo o teu valor.

O que acontece quando dás muito?

TOM – Top Of Mind

Quanto mais conteúdo dás ao teu público alvo, quando mais ajudas as pessoas na sala de exercício, quanto mais respondes às pessoas que te colocam dúvidas, mais autoridade começas a ter. Mais espaço vais ganhar na mente das pessoas.

Quando ganhas essa autoridade, uma de duas coisas vão acontecer certamente:

1. No momento em que a pessoa decidir treinar, TU és o primeiro Personal Trainer que ela se vai lembrar e a quem ela vai recorrer. Melhor, ela não te irá procurar pelo preço, mas sim por tudo aquilo que ela identifica em ti e por tudo aquilo que tu já a ajudaste a conquistar.

2. A pessoa vai falar bem de ti, e pode ter pessoas conhecidas que têm a possibilidade que ela não tem para começar a treinar contigo.

O preço que pagas por não dares é bem mais alto do que aquele que pagas por aquelas pessoas que não te vão retribuir.

O meu conselho é que comeces já hoje a criar o teu conteúdo e a ajudar o máximo de pessoas possível, dessa forma vais estar num oceano azul onde tornas a concorrência irrelevante e provavelmente vais conseguir cobrar um valor mais elevado por hora devido à autoridade que criaste.

Concluindo quanto mais dás mais te estás a valorizar!

 


Fábio Filipe
Fábio Filipe

Fundador da Academia do Personal Trainer